quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Ralações, é o que é!

Os senhores que ditam as tendências de moda têm de ser mais consistentes. Este é o meu franco e preocupadíssimo manifesto para o respeito com o comum dos mortais. Num ano a tendência é cabelos curtos vai daí a malta manda-se à tesoura, mas o que era em Dezembro de 2016 já não é em Janeiro de 2017 e vai daí, tau! cabelos compridos é o que se quer. Ora como entre estes deslumbramentos de moda dista apenas um mês, nós em elevada síncope cardíaca, lá nos esforçamos para deixar o cabelo crescer e, quando ele está aí pelos ombros (que é aquele lusco-fusco dos cabelos) vêem as tranças e o diabo a quatro numa altura em que não dá para coisa alguma. 
Mas se nos cabelos já é tenebroso, a minha franca ralação vai para as sobrancelhas... Meus senhores entramos aqui em terreno pantanoso. Um avisinho: muito cuidado quando pronunciarem tendências para uma matéria que me é tão cara. Num ano querem-se finas, no outro querem-se grossas. E nós que pedimos à Margarete para arrancar a pilosidade com linha para durar mais tempo, agora queremos deixar crescer e é o tanas, com ramagens ali por cima dos olhos porque para deixar crescer é do caraças, fora as falhas daqueles pêlos que uma vez arrancados jamais não voltam à vida!
Ralações, é o que é!

Sem comentários:

Enviar um comentário