quinta-feira, 17 de novembro de 2016

. . .

Numa loja chinesa, o meu marido conclui que eu podia perfeitamente ser chinesa: passo o tempo a rir e ainda que não perceba o que me estão a dizer, rio na mesma!

2 comentários: