sexta-feira, 16 de setembro de 2016

About caos

A minha casa está um caos. Ora isto não é nada meu, a mulher que adora esparramar-se no sofá mas que se levanta para endireitar uma moldura, apanhar uma linha do chão e não consegue ir dormir sem a casa arrumada. Os técnicos atribuirão mil significados, teorias e especulações, poupem-se aos esforços - a minha casa é o meu refúgio e está caótico porque eu estou num turbilhão. Há quem mude de penteado, ataque nos antidepressivos, compre roupa, ... eu, na crise, aninho-me no sofá a devorar séries e desligo do mundo, cumpro os serviços mínimos quanto aos cuidados dos miúdos, distribuo tarefas e vou empurrando com a barriga as horas do dia. Por via de circunstâncias da vida já consigo perceber que isto tem dias contados e que nos entretantos me dá uma espertina e levo todo o mundo a reboque. Até lá, sai um gin, uma comidinha tailandesa, um balde de pipocas e um filme brega.  

Nos entretantos, fui fazer a manutenção do gel, depilação e agendei extensão de pestanas, reguei as flores, limpei o fogão, varri a cozinha, e consegui não me esquecer de ir buscar os miúdos à escola a horas certas ... menos mal! Amanhã, lavo o cabelo!

Sem comentários:

Enviar um comentário