quarta-feira, 31 de agosto de 2016

FELIZ, TÃO TERRIVELMENTE FELIZ

Temo sempre proclamar a felicidade como se se tratasse de um feitiço temporário que uma vez aberto jamais voltará a ser repetido. Mas desta feita arrisco, mesmo sabendo que me esperam ventos, tempestades e malfadados momentos que ninguém deseja. Tive de férias e fui tremendamente feliz. Terrivelmente feliz. Danadamente feliz. E foi tão bom, mas tão bom que hoje só tenho vontade de chorar tal é a emoção! Hoje, o dia está a estar difícil, mas a felicidade, aquela felicidade de estar rodeada e amada pelos meus ...  ninguém ma tira!

Sem comentários:

Enviar um comentário