quarta-feira, 18 de maio de 2016

Manifesto pelas grávidas anónimas*

Meio mundo decidiu engravidar, é um facto! E eu acho muito bem, primeiro porque significa que a malta andou a temperar o corpinho e depois porque procriando garantimos mais uma fornada de emigrantes tugas por esse mundo fora!
Mas adiante, o que me leva ao manifesto é a gravidez das figuras públicas (qual erradicação da fome, paz no mundo, se é para se fazerem manifestos falem comigo que eu tenho considerações muito práticas). Caras senhoras famosas, cadê a barriga, as cintas, as faixas, os narizes e lábios inchados, as mamas gigantes e os pés trambolhosos? Eu, que desde o momento em que concebi fiquei logo com um barrigão e aos 5 meses todos os dias me diziam"beeeeem, está mesmo quase a chegar ao fim!"
Mas as fofas não, as fofas estão sempre em demasiado bom, tão bom que é vê-las sair da maternidade como quem foi ao MacDonald's e trouxe o brinde do happy meal! 
Venha daí um manifesto pela normalidade, por grávidas que ostentam barrigões e não meloas mirradas, por grávidas que se alapam no sofá com as pernas para cima para a coisa desinchar e não se enfiam no ginásio a levantar pesos! Se a mim (o cúmulo da preguiça) só me virão no ginásio sob tortura, imagina grávida com as hormonas descompensadas e gritos militares de um treinador. Havia de ser bonito! Mas as queridas famosas não, são dedicadas, não se deixam levar pela gula e pelo ócio, são devotas a Santo PT e exibem corpos que a maioria das comuns mortais não têm em estado normal, muito menos grávidas. Salve-se a minha Kate Middleton que nos fez sentir a todas manas-unidas-na-dor quando teve as suas crias e saiu do hospital a ostentar uma barriga de pós-parideira.
E este post surge porquê? Porque depois da Carol Patrocínio ter andado a levantar pesos ao mesmo tempo que paria, vem agora a presunçosa da Ana Rita Clara mostrar a porta de entrada nos Globos de Ouro. É de uma pessoa perder o sono! 

* Um post ainda mais parvo que o habitual

Sem comentários:

Enviar um comentário