quarta-feira, 18 de novembro de 2015

O próximo furacão chamar-se-á Batata

Nem tive tempo (nem cabeça) para tirar uma foto. Mas se vos disser que as traseiras da minha casa pareciam aquelas fotos catastróficas que nós vemos no facebook de salas completamente devastadas pelos animais. Havia esponja por todo o lado (acabou o  trabalhinho de esvaziar a cama dela e da Ginja), o tapete que a Ginja tanto adorava estava feito em fanicos, havia papelão por todo o lado (não faço a menor ideia do que era nem onde estava), as galochas de ir à horta estão em modo Geox com perfuração e respiração por todo o lado, a casa de brincar da Madalena onde ela guarda religiosamente o giz de escrever no chão estava toda revirada e metade do giz comido, o regador cor de rosa também ganhou novo design,...
Estou em contagem: 78, 77, 76, 75, 74, ... e respira!

Sem comentários:

Enviar um comentário