quinta-feira, 16 de julho de 2015

Mais um dia na vida de uma assistente social

Alguns dos meus dias são passados a gerir conflitos entre pais. Desses dias, passo grande a travar autenticas negociações que, em nome do superior interesse da criança, mais parecem acordos entre multinacionais onde tudo, mas absolutamente tudo tem de ficar medido ao milímetro. O que é que isto significa? Que me sinto numa arena, num campo de batalha onde os pais utilizam a criança que maos parece uma bola de pingue-pongue, jogada ora para lá ora para cá. E no fim das contas feitas, quem é que ganha com isto? Ninguém, naturalmente. Só traz prejuízo para todos, incluindo para mim que vou ao limite para pôr juízo na cabeça de gente doida (não há outra forma de o dizer). Hoje, às 09.30h da manhã saltou-me a tampa e saiu-me um "estou farta de vocês, farta dos dois, farta dos vossos advogados, farta que me façam de pombo correio, farta que ninguém tenha a sensatez de parar de jogar ténis com a cabeça da criança!!" Confesso que em tantos anos de profissão nunca tinha explodido assim (pelo menos às 09.30h da manhã!). Havia uma advogada que estava de olhos completamente arregalados, de tal forma que achei que a senhora tinha achado que eu tinha ensandecido de vez, mas não, queria dar-me os parabéns porque ela tencionava dizê-lo tantas vezes e nunca tinha tido coragem.
Para a semana o filme continua e tenho para mim que ainda assim as coisas não vão melhor!

Sem comentários:

Enviar um comentário