quinta-feira, 26 de junho de 2014

 
Este é um dos meus mantras. Seguramente que não é fácil, não o é para ninguém e eu não sou excepção. Com uma profissão emocionalmente desgastante, tudo o que eu mais quero é chegar a casa e não perder a capacidade de admirar o que me rodeia, seja a família, a paisagem, o estilo de vida que adoptei. Separar o essencial do acessório. Dar verdadeira importância a quem a tem. Rir e amar muito. A felicidade é um caminho que se faz caminhando... e eu não quero perder esta viagem.
 

Sem comentários:

Enviar um comentário