terça-feira, 13 de maio de 2014

A primeira pessoa a desejar os parabéns à minha filha foi a médica que, olhando para o relógio repara que já passa da meia-noite. E eu choro. Porque não era assim que tínhamos planeado, porque vê-la doente é um massacre, porque os 5 anos é a idade de sonho dela. Uma suposta doença viral, com tosse e febre faz 6 dias. Odeio isto, e volto a reforçar o quão contranatura é as crianças adoecerem.

Sem comentários:

Enviar um comentário