terça-feira, 27 de maio de 2014

...

Descobri muito recentemente que a minha filha é viciada em novelas. Marcham todas e ela sabe tudo de cor: quem é quem, casamentos, traições, os bons e os maus. Em termos de conteúdo não é bom, mas percebi que me dá uma margem confortável quando preciso de passar a ferro!

Rendida a Miss Hamptons

Picnic
Picnic
Stars and Stripes
Stars and Stripes


BM. Hanalei
BMHanalei


Save The Queen
Save The Queen

Blurred Lines
Blurred Lines
Valentina
Valentina


 

sábado, 24 de maio de 2014

Esta é a música do momento. 
Aquela que a Madalena ouve vezes após vezes. 
A que todos cá em casa sabem de cor. 
...
Neste momento já a temos coreografada.
Só vos digo... eu tenho novamente 5 anos!


CMtv ou melhor que um filme cómico

Sempre que vejo os directos da CMtv acabo a chorar a rir. Desta vez, repórteres nas ruas de Lisboa a falarem com a malta sobre a Liga dos Campeões. Começa pela jornalista que à porta do hotel onde está o Real Madrid escolhe o primor dos primores dentro da multidão e ninguém dá uma para a caixa, depois passa para o colega que à entrada do hotel onde está o Atlético de Madrid escolhe de entre os mais bêbedos e não consegue disfarçar o incómodo com o bafo a álcool e acaba no jornalista que, nos Paços do Concelho, entrevista um fulano português a julgar que este é espanhol, por sua vez o tuga acha que está a falar para um canal espanhol e vai respondendo no seu melhor "portunhol" "O Ronaldo está alejiado...alejiado do jioelho!"
Aiii, já chorei a rir! Os máiores! 

quarta-feira, 21 de maio de 2014

A beleza da normalidade

Passeio-me por alguns blogues e questiono-me se por detrás deles estarão pessoas reais. Ninguém aguenta ser giro o tempo todo, ter os miúdos impecáveis cheios de folhos e laços sem uma única nódoa, tirar fotografias de casas cuja desarrumação chega a ser pensada ao pormenor, ter sofás brancos sem marcas de surro, estar sempre penteada, apelar diariamente ao lado bom e solarengo da vida, ... E eu olho para as fotos, leio os textos em busca da divina inspiração. E eu, eu que sou conhecida pela pessoa que não complica e que apela ao sempre ao positivismo, dou comigo a pensar que esta gente não deve ter dias maus, não sofre de TPM, não discute com o marido, não se irrita com os putos ao ponto de os querer leiloar no ebay, não tem gases nem dizem asneiras, não desejam uma disenteria ao chefe,... E eu, eu que rio muito, muito e alto, que sofro de insónias e enxaquecas e passo o tempo a lamentá-lo, que sou hipocondríaca, que sou a personagem principal de um filme cómico, que choro, que sinto a dor dos outros, cheia de perfeitas imperfeições e aborrecidas histórias... lamento. Lamento que as pessoas se escondam em perfis de falsa beleza e histórias irreais. Venham as pessoais reais, físicas e normais e não um produto de marketing familiar.

F#$%&

Apetecia-me vir para aqui fazer dissertações de como o mundo seria melhor sem lambe-cus, sem gente que se mete em bicos de pés, gente que trabalha para entalar os outros, almas pobres de espírito que vivem para a bajulação e consequente destruição do alheio,... Ainda assim, aquilo que me apetecia mesmo era soltar o vernáculo que aprendi nos tempos em que o meu filho jogava futebol, dizer umas boas e sair de boca vazia mas orgulho cheio. E o que é eu faço? Bebo um gole de água, vou à casa de banho e meto o meu sorriso mais dissimulado (e descubro porque é que tenho ancas largas...é da quantidade de sapos que engulo!).

A conversa a que ele nunca me dá saída

Ontem à noite:

Eu - "Amor, como é? Temos de pensar no 3º filho... não te esqueças que já estou com 38..."

Ele -"38?!?! Então isso já é considerado febre!"

terça-feira, 20 de maio de 2014

Eu Ally McBeal me confesso

Estou à uma data de tempo a carregar no botão do delete do computador porque está um ponto final num texto que não teima em sair. Já tentei de tudo, colei, cortei, copiei texto, mas nada... Descubro passado um bom bocado que era sujidade no ecrã....


A minha colega está a chorar a rir.
Se eu podia ser diferente? Podia... mas não era uma animação! 

segunda-feira, 19 de maio de 2014

quinta-feira, 15 de maio de 2014

Pneumonia... a Mada está branca, não come, tem febre, uma tosse demoníaca e, desconhecendo a fisionomia de uma lombriga, a verdade é que olho para ela e só penso que ela se parece com uma! ...

terça-feira, 13 de maio de 2014

Uma singela homenagem a esse grande querido chamado Facebook

Ora pois que constato que o Facebook é um queridão. E porquê? Porque é sem dúvida um barómetro de humor. Vai anunciando lascas, amizades de conveniência, a graxa ao patrão através de um 'like', as lamúrias da mimada, o azedume da frustrada,... Qual amiga Maya, vai-me anunciado se o dia de trabalho será complicado através de uma publicação ou outra mais acessa. Há lá maior doce?! E eu, qual Big Brotlher, vou assistindo e, qual amiga do positivismo e da filosofia do bem lá me rio, rio muuuuuuuito!

Dá para perceber que ando alheada do planeta?!

  1. O que é isso da moda das pulseiras de elásticos?
  2. Ai credo, a Miley Cirus ensandeceu? E cadê os pais para sacarem de uma 'nalgada'?
  3. Foram raptadas raparigas na Nigéria?!
  4. Que história é essa da mulher barbuda?
  5. O que é que se vai passar em Turim?
Só mais uma questão:
  1. Já saímos da crise? E o Passos Coelho ainda é primeiro-ministro? ...

Socorro!
A primeira pessoa a desejar os parabéns à minha filha foi a médica que, olhando para o relógio repara que já passa da meia-noite. E eu choro. Porque não era assim que tínhamos planeado, porque vê-la doente é um massacre, porque os 5 anos é a idade de sonho dela. Uma suposta doença viral, com tosse e febre faz 6 dias. Odeio isto, e volto a reforçar o quão contranatura é as crianças adoecerem.

terça-feira, 6 de maio de 2014

Mood Board: A babar!

No carro:

Madalena -"Mano, tu cantas muito bem... "

João - "Obrigado"

Madalena - "E também és muito inteligente..."

João - "Obrigado"

Madalena - "E és muito bom mano!"

João - "Obrigado. Tu também és uma óptima irmã, apesar de chata. Pode-se dizer que és uma boa chata!"

Madalena - "Ai mano, mano... és tão engraçado!"



 

segunda-feira, 5 de maio de 2014

...

Disseram-me hoje que profissionalmente sou uma "salazarista fofucha"... como... eu?  Pois ao que parece eu vou rondando, e falando, e tratando todos por queridos, e argumentando,... até que acabo por fazer valer os meus intentos.
Pois parece que sim. Pois parece que sou habilidosa na arte do argumentar.  Caraças pá, se eu não hei-de ir parar à política. Já me estou a imaginar num outdoor, candidata a uma junta de freguesia aqui da parvalheira "por umas hunter na horta, vota em mim". Esqueçam... é segunda-feira e eu estou a escrever este post na casa de banho, refugiada dos putos.

Amor de mãe é...

Farta destas foleiradas só me ocorre:
- Pôr baton só depois de me despedir deles... assim fico com a boca disponível para os encher de beijos!