terça-feira, 2 de julho de 2013

Já me sinto pouco culpada, sabes?!

Saio para ir trabalhar.
Reveso-me com o pai.
Chegada ao trabalho recebo um telefonema... dela:
 
"Ai foste trabalhar?! Não ouves nada do que eu te digo. Sabes perfeitamente que eu estou doente das borbulhas e saíste de casa?! Espero que trabalhes só um bocadinho e venhas logo!!! Há coisas importantes aqui em casa.... agora vou jogar com o mano! Beijinhos!"
 
Assim... a seco, sem pausas, sem me dar oportunidade de falar! Tau!
Agora aguenta-te com o sentimento de culpa que ninguém te manda ires trabalhar!

Sem comentários:

Enviar um comentário