quarta-feira, 5 de junho de 2013

Deste amor deles que eu amo

Eu não tenho irmãos. Não sei se é por isso. Provavelmente não. Se calhar é mesmo porque sou mãe babada deles. Mas cada vez mais fico deliciada a admirar este amor que os meus filhos têm um pelo outro.
Eles têm 9 anos de diferença. É muito, quando se pensa que um está na efervescência da adolescência, procura o seu espaço e a mais nova quer mais é estar colada a ele. Adoram-se, tanto se lambuzam de beijos como gritam que já não se podem ver. Riem imenso um do outro e um com o outro.
Mas hoje de manhã foi duro, até deu aperto no coração ao vê-la, primeiro num choro contido quando percebeu que nos aproximávamos da escola dele e depois num desabar de lágrimas quando ele saiu do carro:
 - "Quero tanto o meu mano, o meu mano lindo que eu gosto tanto!"

2 comentários:

  1. ohhh que amor!! Tão bom ser assim! É porque também fazes um bom trabalho! ;)

    Um beijinho*

    ResponderEliminar