quarta-feira, 8 de maio de 2013

Sou mimada

Assumidamente mimada!
Fui mimada pelos pais.
Agora sou infinitamente mimada pelo marido.
Para os filhotes sou rainha-mãe.
E estou a falar do mimo bom, não do mimo fedelho, birrento, tonto, parvo.
Falo do prazer em verem-me bem, em fazerem de tudo para que não me falte nada, da total satisfação em verem-me gargalhar.
Sei-o bem que é recíproco. Que só assim justifica que o tenho passado para os meus filhos.
Mas, este prazer infinito de os ver planear em segredo, todos em surdina o jantar... é uma coisa que me eleva aos céus!

1 comentário: