quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Os teus beijos

Esta noite ela dormiu mal, tinha muita tosse e vomitou. Ninguém conseguia dormir. O pai foi despejado da cama, ela dormiu comigo.
Quando a madrugada já ia alto e eu não conseguia dormir por saber que ela não estava bem... ela, a dormir, agarra-me na mão, abraça-me e dá-me um beijo. Foi tão ternurento e grato que chorei. Chorei de cansaço e de emoção, aquele beijo foi tudo.
Prometo que sempre que tiver cansada vou-me lembrar daquele beijo, do sabor suave e quente da boca dela, da forma como me abraça e faz tudo valer a pena.
Amo-te tanto que até falta o ar.
 

Love my work

Há dias em que é exactamente isto:
 
 
 

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Ela voltou à carga!

Madalena - Então quando é que faço a tatuagem?

Eu - Outra vez essa conversa?

Madalena - Sim, porque eu quero muito!

Eu - Mas as tatuagens são para os adultos.

Madalena - Sim, eu sou finalista!

Eu - Mada, a ver se nos entendemos: não és finalista, acabaste de entrar na sala dos grandes. E as tatuagens não são para crianças, quando fores grande logo falamos nisso.

Madalena - No verão, quando formos para a praia?

Eu - Grrrrrrr!

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Hummm

 

Adoro, adoro, adoro programas de culinária.
Fico com água na boca, tento repetir a receita, devoro literalmente o que por ali se passa.
Sou histericamente fã do Jamie Oliver que cozinha até com camping gaz, da Nigella Lawson que se mostra imperfeita como nós e ataca o frigorífico à noite, e agora muito recentemente da Lorraine Pascale uma antiga modelo gira nas horas e que percebe de cozinha upa upa (podemos vê-los na SIC Mulher).
São cozinheiros 'home-made', utilizam ingredientes simples, sem grandes mariquices, comem com as mãos, chupam os dedos, lambem tigelas, falam com as mãos sujas, ... no fundo são apaixonados por cozinha e contagiam. Os olhos deles brilham ao fogão, sorriem quando cheiram as aromáticas e só apetece entrar pela televisão dentro e sentar à mesa.
Gosto da intimidade que conseguem com o espectador e nos põe a salivar. Para mim, são Pavlov no seu melhor.
 
 

Como dormir mais ao fim de semana em 3 passos

Ensinar as crianças a:
 
  1. Utilizar o comando da televisão
  2. Aquecer leite no microondas
  3. Pôr ração nos cães
Depois disto... nada é como dantes!


sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

oferta interessante

Costumo comprar a ração da Ginja pela net (aqui, onde é mais barato e não se paga portes).
E eis que dentro da caixa vem uma oferta fantástica para os cães....3 tangerinas! Sim, tangerinas, citrino, cor de laranja, de comer, verdadeiras, .... hum, ham, à falta de melhor palavra diria....interessante!

Um lexotan para esta mesa, por favor!



Aos 3 anos, Madalena:

"Ó mãe, eu quero tanto uma tatuagem!"



(...)

Eu vou ali tomar um lexotan e já venho, sim?!

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

eu e as crias... de molho!

Ao final do dia de ontem, quando fui buscar a Mada, constato que não era só eu que estava doente... ela também estava cheia de tosse.
Como nós somos como os ciganos, onde vai um vão todos :) o João regressa do ensaio da orquestra com um olho de tal forma inchado que o rapaz nem se tem de pé, não sei muito bem mas à partida estou a descartar a hipótese de picada de insecto porque não apresenta marca.
De maneira que aqui estamos, os três enfaixados, sem ir ao trabalho e à escola.
O Eduardo Barrosso, no livro Prazeres, refere o prazer de estar doente, ou seja, aqueles momentos de mimo e aconchego que rondam a doença. E é assim, que estamos, aconchegadinhos, com os meus doces, sentadinha no sofá com um de cada lado.... Ai é tão bom.

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

É o amor, é o amor, é o amor, que eu sinto no meu coração

Ontem quando chegámos a casa reparámos que da lista de presenças da quinta faltavam a Ginja e o pato. Depois de muito chamar e procurar, pois que encontrámos os dois no canil.
O pato já meio depenado na cabeça olhou para nós com um ar de alívio, a outra fugiu.
Bem sabemos que o amor se expressa de várias forma, e até sou a favor do amor livre, mas desta forma?!
Ginja, mulher, achas mesmo que é assaltando o galinheiro e aprisionando o pato, que consegues o amor?

aiiiiiiiiiiiiiiii


.... que eu estou tão mal!
Tenho tosse, dores nas articulações, tosse, dor de cabeça, tosse, dores nos dedos dos pés, tosse, ranho, tosse, arrepios, .... já disse que tinha muita tosse?!
Estou aqui a desfalecer!
Aiiiii coitadinha de mim que não me aguento!
 

Os monstros existem

Quando li esta notícia fiquei abesbilica. Mas se virmos bem, este fulano falou o que o Coelho e o Gaspar fazem mas como bons sonsos que são contornam a coisa de outra maneira. Corja.

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Ginja em regime

Pois que ontem descobrimos que estamos a dar o dobro de ração recomendável para a idade da Ginja. É claro que o homem da casa começou logo a dizer que tínhamos de reajustar a dosagem de ração. Ora eu, sensível à questão das dietas, saltei em defesa da minha 'piquena':

Eu - coitadinha, ela já é tão sôfrega a comer, assim vai ficar cheia de fome!

Ele - coitadinha!

Eu - desculpa mas eu não concordo nada!

Ele - o estômago dela está a dilatar!

Eu - mas ela está em fase de crescimento!

Ele - e é prós lados!

Eu - eu vou ter de lhe dar mais comida, não suporto vê-la com fome!

Ele- sempre que fizeres isso eu mostro-te a factura: é um dinheirão por uma saca que em vez de dar para 1 mês só dá para 15 dias.

Eu - insensível, não sabes o que custa!... Opressor, tirano,... Tallon, Póvoas!



esta foto foi tirada em Dezembro, ela agora está bem maior.
 cutchi cutchi de sua dona

Again?!


Raios-ma-partam-esta-valente-merda, então não é que estou a ficar constipada OUTRA VEZ?!

Tenho a casa caótica por causa do caraças do temporal e agora dizem-me que vem aí mais mau tempo e alerta laranja, vermelho, cor de rosa às bolinhas OUTRA VEZ?!

Ai a sério, não há pachorra pra isto.

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Estes dois partem-me toda!

Ela ontem foi-se deitar na cama dele. Ele leu-lhe uma história e adormeceram juntos, quais anjos abraçados.

Hoje, por volta das 6h da manhã, ele aparece no meu quarto:
"Posso dormir aqui? É que ela esteve a noite toda a dar-me pontapés!"

Passados poucos segundos, aparece ela... de mão na cintura:
Então João? Deixaste a mana sozinha na cama! Chega-te para lá!"


Eu...saí e fui para o sofá!
 

Depois do temporal fica a tristeza

O temporal lá fora, cá dentro reféns a ouvir tudo a desabar. De uma impotência aterradora. Árvores e sebes arrancadas, vedações danificadas, vasos, casas de brincar, ...tudo partido. A nossa casa estava a ser dilacerada e nós sem podermos fazer nada. Sem electricidade, o cenário era ainda mais dantesco. Os barulhos não eram disfarçados, conseguiamos ouvir tudo o que se passava lá fora. Tivemos medo. 
A natureza zangou-se e nós ficámos tristes. Limpamos os estragos, recolhemos lixo, repomos cacos. Em silêncio, sempre em silêncio. Porque estamos tristes.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Vem lá vento

E o melhor é a malta arranjar um bunker porque a avaliar pelo que dizem isto vai estar mau.
Falta-me o Antímeo de Azevedo para me acalmar nestas situações.

A música dela

Já se sabe que a Mada é uma girl on fire... agora ela adorar esta música é que é daquelas coisas!
Canta no idioma madalenó-inglês e é um delírio.
Só para ela:
 
 

Mada carimbada

Ela anda feliz da vida com umas canetas com carimbo (são giríssimas, comprámos no Aldi por 2€ e qualquer coisa).
Acontece que aparece ao pé de mim com as mãos e a cara pintadas, e eu confesso que pensei que era tinta e vai de lhe tirar fotos para a posteridade. Quando percebi que era carimbo... continuei e tirar fotos e a rezar para que aquilo saísse bem... só posso dizer que nem com o banho nem com álcool aquilo saiu!


Castanho: mousse de chocolate
Azul: carimbo
E a pose...
E a pose...
E o delírio...
Até eu ter percebido que era carimbo! Atentem ao ar de mágoa da fulana
A prova do crime

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Como controlar os esfíncteres, por Madalena

Eu - Madalena despacha-te a sair do carro que a mamã está aflita para fazer xixi!
 
Ela - Fazes assim, encolhes o pipi e já aguentas!  Não podes fazer na roupa, é na sanita que tu és grande e linda!
 
 

a mãe canta lindamente!

Hoje de manhã no carro:

Ela - Mãe, estás a cantar ao mesmo tempo da 'sinhora'?

Eu - Estou filha, esta canção é muito gira, não é?

Ela - Mas não cantes...eu gosto mais quando é a 'sinhora' a cantar, é mais bonito!


quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Conversa improvável para quem mora na cidade

Ele - "Quando acabar o farelo mata-se o pato!"


(...) excerto de um serão familiar.

Almas gémeas

Ela adora-o e eu compreendo porquê. É que não é todos os dias que se encontra a alma gémea. Parecidos que só eles!
Mada, só para ti querida:

Já nem peço muito, pode ser assim

Modesta que só eu, já nem pedia muito, só assim um cantinho com neve.
Coisa 'piquena' mas com neve. E eu era tão mais feliz!
 

Ninguém disse que ia ser fácil

Ninguém disse que ser mãe ia ser fácil. Com todo o amor absoluto, inquestionável e incondicional que sentimos por eles, existe uma pessoa dentro de nós que grita para sair, para estar sozinha, para fechar os olhos e não ter de ouvir o mítico "ó mãeeeee!". Queremos bagunçar sem sermos nós a arrumar, queremos chegar a casa e esparramar-nos no sofá, queremos não pensar em refeições para hoje, para amanhã e para depois, queremos jantar e ir direitinhas para frente da tv sem termos de arrumar a cozinha, queremos comer as tretas todas sem ter de partilhar com alguém, queremos comer a última fatia de bolo sem ter de renunciar para eles, queremos untarmo-nos em cremes sem pressas de um compromisso qualquer, queremos demorar tempo a maquilhar e não pintar um olho enquanto o mais velho lava os dentes em cima de nós e a mais nova nos trepa, ... sobretudo, queremos fazer tudo isto sem culpa, com prazer!
 
 
Ninguém disse que ia ser fácil, mas as coisas fáceis também não têm piada nenhuma!
 


Novo ordenado e eu

!"#$%&/%$#()&#"?!"

 
Estou em negação.

Precisam-se com urgência de palitos para os olhos!

Tenho tanto sono, mas tanto sono que adormeci a vestir a Mada, a lavar os dentes, a fazer xixi e a conduzir (nesta última levei um grito dos valentes).
E depois não dá para beber um cafézinho para arrebitar, porque tenho uma alergia de merda.
Pronto, só me resta fazer como a Fanny "aguentar fuorte e provar que sou uma grande mulher!"
 
 

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Das conversas com ele

Ele - Mãe, vou-te oferecer um disco externo nos teus anos!
Eu - Oh filho por amor da santa, para quê?
Ele - Para quê? Tu já viste bem a quantidade de coisas tuas que estão a ocupar espaço no computador?
Eu - Tá bem, mas nos anos? Com tanta coisa gira para oferecer à mamã e vais-me dar um disco externo?!Por favor?
Ele - Vou juntar dinheiro e vou comprar.
Eu - Mas olha podes-me oferecer, sei lá, um perfume.
Ele - Isso são coisas que o pai oferece. Eu vou-te comprar um disco externo e acabou-se!

A bela da meia branca



Tenho uma máquina de roupa só com meias!
Um dias destes, à falta delas, o homem vai-me trabalhar com a bela da meia branca, só pode!
(mas vai com umas que tenham raquete para não comprometer o estilo!)

Maldita cafeína

Ninguém tem alergia à cafeína, ninguém entra em choque por comer uma fatia de bolo de moca ou por beber um descafeínado com restícios de café, ninguém vai parar ao hospital feita moribunda a desmaiar e coisas que tal porque uma empregada de uma qualquer pastelaria se enganou e trouxe café ao invés de descafeinado,... ninguém, excepto EU!
É uma alergia tão estúpida que uma das vezes, um médico no Hospital São Francisco Xavier me disse: "ó minha querida, alergia à cafeína?! se fosse ao tabaco dava-me cá um jeito!"
De maneiras que é assim, estou para aqui um farrapo, a ressacar da minha alergia, só porque no sábado à noite bebi um descafeinado num bar onde a empregada deve ter limpo mal o cachimbo da máquina de café e devo ter bebido resíduos de café. Parece que levei com um camião tir em cima. Oh virgem santíssima!!



Nota: para que conste dos autos é bom que se saiba que há mais como eu: a Sharon Stone! Mas achavam que eu ia arranjar uma alergia igual a um badameco qualquer? ah pois é bebé, que eu desde que descobri isto nunca mais me calo. E quando me dizem: "alergia à cafeína que estranho?"eu remato logo com "a Sharon Stone também tem". Toma e embrulha!

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

FBI

Ando cansadíssima, e quando assim é tenho os sonhos mais parvos possíveis.
Esta noite fui dos Serviços Secretos, passei a noite a armadilhar carros, a andar a alta velocidade, a esbardalhar-me em aviões, a saltar de um avião dentro de um carro, cliquei no botão do eject dentro de um autocarro e eclipsei-me, tive o marido no hospital, fui buscá-lo, passeámos na rua dos meus pais e depois fomos almoçar ao Canadá!
E depois não hei-de andar cansada...só me faltou passar a ferro, porque de resto fiz tudo!

Que miúdo fantástico

Este miúdo dá uma lição de motivação a todos.
Demais!
 

Dia Internacional do Obrigado

Se existe característica pela qual me caracterizo é a gratidão. Sou grata pelo que tenho, pelo que me dão, pelas experiências de vida e até pelo que não conquistei mas tenciono.
Sou impulsiva e refilona, talvez por isso um dos grandes exercícios que faço constantemente é o de ponderar, respirar fundo e olhar para o lado antes de contestar.
Exemplo disso é esta realidade de morar no campo, esta relação de amor-ódio pouco racional. E a verdade verdadinha é que eu não tenho muito que reclamar, vai-se a ver e  tenho mais é que agradecer por esta oportunidade fantástica que a vida me deu de criar os meus filhos num ambiente tranquilo, de bem, sem stress. Mas também sei bem do que não gosto daqui, o que eu não gosto é de algumas características das pessoas transversal a esta região, mas também descobri verdadeiros amigos, daqueles para a vida!
Ingrato é que passado algum tempo de aqui estarmos deixamos de apreciar aquilo que nos apaixonou, aquilo que nos trouxe para aqui. Tal como as relações, estamos demasiado absorvidos em encontrar defeitos que nos esquecemos de apreciar o que há de bom. Esta paisagem é única. Os passeios são do ceú, não há caminhada sem que se traga umas ervas aromáticas que encontrámos pelo caminho. Se suspiro que não descongelei nada para o jantar, rapidamente sou presenteada com uma sopa. A vizinhança anda sempre a alimentar os animais e nunca fico enrascada com nada, seja em que dia ou hora for.
Vai daí, saco de toda a humildade para gritar cá de dentro OBRIGADA! Por duas razões: por tudo e por nada!
Black and White Thank You Sign

Freud dá-me umas luzes sobre a Mada!

Esta miúda arrasa com a feminilidade toda: anteontem queria um camião basculante que vimos numa reportagem sobre separação do lixo. Lindo! Só a ideia de descarregar lixo numa incineradora é do mais feminino possível.
Ontem queria o cd do Justin Bieber (cá em casa adaptado para Justino Castor), "arranjar carros e dar-lhes umas porradas" e "ser apaixonada, dar beijos na boca mas daqueles que se esfregam com a boca e ouvir o 'anda comigo ver os aviões' porque é a música do amor"...
 
Freud teria tanto para dizer sobre esta criatura adorável!
 

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

revenge,revenge, ...

Ontem às 21.25h finalmente cumpriu-se religiosamente o ritual.
Srs. da foxlife, bem sei que em tempos vós e as vossas mães foram alvo de impropérios da minha parte, mas pronto deixem lá isso e dêem cá um abraço à menina!
É pra continuar ok?! Vamos lá ver se a menina não se zanga outra vez!
 Lindões de sua mamãe!
Xuac!1
 
Hoje dá Scandal, igualmente viciante! OMG nasci pra isto!
Olivia sou tua fãzaça!
Vais longe miúda!
 
 

ó pá!

Os meus filhos têm 9 anos de diferença.
 O que significa que durante 9 anos nunca me pude esbardalhar na secção rosa.
Quando a Madalena nasceu, foi a desforra, ela era laços e vestidos, laços e sapatinhos, laços e ganchos,...
Pois diz que quando for grande quer ser cavaleira tauromáquica e, como se não bastasse ontem perguntou-me: Mãe as meninas podem jogar futebol?"
"Sim"
"Então eu quero jogar futebol!"
 
(...)
Tá mais que visto que vou ter de rasgar a ficha de inscrição do ballet!
F****ix
 
 

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Porque os filhos gostam de estar em casa com o pai

Palpita-me que lá em casa também é assim, atendendo ao estado de desarrumação em que a casa está quando eu regresso.

Depois não digam que não avisei

Hoje é 3ª feira e se estes meninos não me aparecem no ecrã vão voar cadeiras! Vou avisando Foxlife!

Muito british, muito british....

Anda toda a gente aziada com os sogros do querido Billy! Ah, ah, fosse em Portugal e já havia garrafões de tinto forrados com o nome da criança!

Sem me passar dos carretos



Desde que aceitei este desafio, que ando a TENTAR ser contida.Em casa raramente grito e bater muito menos, mas sou efusiva e estou a tentar reportar este desafio para os restantes contextos do quotidiano. Não é fácil, mas tento, e tento e tento....

Vou dar dois exemplos flagrantes:

Episódio 1:
A Madalena corria e saltava e ria-se e dava-me um bailinho do caraças enquanto a estava a vestir.
Respirei fundo (três vezes) e disse-lhe:
 - "Sabes, aceitei um desafio de tolerância, chama-se "Berra-me mais baixo" e durante este mês vou tentar não gritar nem me chatear e levar as coisas com calma. Estou a tentar e se não conseguir, se vir defraudadas as minhas expectativas em relação a este cumpromisso não vou gostar."
Ela olhou muito séria para mim e disse:
 - "Podes repetir? É que não percebi lá muito bem!"
Eu - "Poder podia, mas a verdade é que à custa desta conversa tu já paraste e eu já te vesti! Vês como dá resultado?"
Ela - "Não gosto nada quando falas assim... baixinho"
(...)

Episódio 2:
Numa loja, na fila para pagar, estava à minha frente um casal de jovens adolescentes com as hormonas em red line. Era beijos, amassos, passo pra frente, passo pra trás e com isto vai de me darem um encontrão sem pedirem desculpa:
"Jovens, têm sorte por eu ter aderido a uma acção de tolerância. Por isso, tenham lá modos ok? Agora tu querido, puxa lá as calças pra cima que isso só te faz mal aos rins!"
(...)

Os meus filhos é que andam um bocadinho assustados. O meu mais-velho abana a cabeça e diz "dá-lhe com cada uma!"
Coitadinhos! Isto depois passa-lhes!
 

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Há lá com cada uma

Então as lojas Brinka fecharam? Se calhar já fecharam há algum tempo mas distrída como sou só agora é que soube!
Quem me conhece sabe que sou mulher dada a distrações, no news right?!
É como a morte da Cândida Branca Flor.... só há dias é que soube, para espanto e, digamos, gozo, dos nossos amigos!
Há lá com cada um!
No espaço de 2 semana fui a dois funerais. É de um desgaste emocional enorme.
 Durante as exéquias estou o tempo todo a pensar como seria comigo e a agradecer a Deus, precisamente por não ser comigo.
A finitude incomoda, é redutora e impiedosa.

Meu querido Dezembro....

Ginja: 4 meses, 20kgs de pura boa disposição



As bricolages no quarto da Mada



Andei tão prendada!


Os licores da Quinta
A minha mãe trouxe-me este ramo super original feito com couves! pintadas
Alguém atacou a maquilhagem
Com este pijama parece mesmo um bebé grande
 (atentem à bela da plasticina!)